Ordem de Cavalaria do Santo Sepulcro de Jerusalém

facebook

INSIGNIAS E HERÁLDICA

Insignías de Cavaleiros e Damas:


Hábito, manto e murça:


Ordem do Mérito:

A Ordem do Mérito da OCSSJ foi instituída por Sua Santidade o Papa Pio XII, em 1949, para distinguir pessoas, não necessariamente católicas, ou organizações, que tenham de algum modo ajudado a Ordem. Era inicialmente constituída por 3 classes: bronze, prata e ouro. O Regulamento Geral de 1962 modifica a condecoração e as classes, que passam a ser 4: Cruz de Mérito, Cruz de 1ª Classe, Cruz com Placa e Grã-Cruz. Nova alteração em 1967, agora com 5 graus, quer na classe dos Cavaleiros quer na das Damas: Cruz de Cavaleiro ou Dama, Cruz de Comenda de Cavaleiro ou Dama, Cruz de Comenda com Placa de Cavaleiro ou Dama, Grã-Cruz de Cavaleiro ou Dama e por último Cavaleiro ou Dama de Colar. Com a revisão dos Estatutos de 1977, apresenta-se actualmente com 3 graus: Cruz de Mérito, Cruz de Mérito Classe Prata (Grande Oficial), e Cruz de Mérito Classe Ouro (Grã-Cruz).

Cruz de Mérito Classe Ouro (Grã-Cruz):
Cruz de Mérito Classe Prata (Grande Oficial):
Cruz de Mérito:


Palma de Jerusalém (Palma di Gerusalemme):

A Palma de Jerusalém é introduzida em 1949, tendo os Estatutos de 1977 estabelecido 3 graus: bronze, prata e ouro. É conferida pelo Cardeal Grão-Mestre a pessoas que tenham prestado um serviço especial à Ordem, ou a obras de caridade dependentes da Ordem, na Terra Santa. Residentes permanentes na Terra Santa ou peregrinos, poderão, em casos excepcionais, receber esta condecoração através do Patriarca Latino de Jerusalém, Grão-Prior Ordem.



Concha do Peregrino (Conchiglia del Pellegrino):

A “Concha do Peregrino” ou “Peregrinatoris” é uma condecoração que só pode ser atribuída a Cavaleiros, Damas ou Cavaleiros Eclesiásticos, que sejam membros da Ordem Equestre do Santo Sepúlcro de Jerusalém, durante a sua peregrinação à Terra Santa, e é imposta por Sua Beatitude o Patriarca Latino de Jerusalém, Grão Prior da Ordem, em nome do Cardeal Grão-Mestre.

A Concha (Vieira) deve ser colocada sobre a Cruz Potenciada da Ordem do hábito do Cavaleiro ou da capa da Dama ou da murça do Cavaleiro Eclesiástico. Foi criada em 1949.